Núcleo Interdisciplinar
de Planejamento Energético

Logo do NIPE


Donwload:
formato .cdr [corel draw v12]
formato .png [fundo tranparente]
formato .jpg

O atual logotipo do NIPE mostra uma imagem de solidez (através da letra em negrito), indispensável para um órgão destinado à realização de estudos, pesquisas e principalmente de assessoria e consultoria.

A cor cinza foi utilizada para dar mais sobriedade, e a cor laranja (que significa energia) para dar leveza ao logo.

A letra i representa o ser humano (cabeça e corpo) que é o principal envolvido nos estudos voltados ao planejamento energético e desenvolvimento sustentável.

O atual logo do NIPE foi escolhido através de concurso realizado em junho de 2007. O trabalho escolhido foi o de Michele Gil Umezu.


Primeiro Logo do NIPE

Foi a primeira logomarca do NIPE. Quer dizer, não tinha nada anterior sobre a qual eu poderia me basear e, também, nada que pudesse limitar o que seria criado. A primeira idéia foi a de uma representação abstrata. Isto é, não utilizar os costumeiros símbolos de tomadas, hidroelétricas, etc.

O núcleo tinha o planejamento como aspecto central; assim, era necessário passar a idéia das múltiplas questões envolvidas nele, dos aspectos puramente técnicos da energia, das dimensões sociais e políticas, da visão ambiental, e dos questionamentos filosóficos até.

A forma encontrada foi a de utilizar várias cores, numa espécie de arco íris, simbolizando assim as múltiplas facetas do planejamento. Dessa maneira, às três cores primárias -- amarela, azul, vermelha -- juntaram-se o verde, o azul piscina e o preto. Por que essas e não outras? Por que só essas? Bem, a resposta é "não sei", o desenho foi feito no computador e, na hora de escolher as cores, simplesmente foram essas as escolhidas dentre a paleta de todas as cores oferecidas.

Como fazer uma representação abstrata e utilizar várias cores? A idéia que veio foi a de fazer traços na tela, que dessem a idéia de diferenças (qualitativas e quantitativas) entre cada um deles, mas que também conservassem uma harmonia de conjunto. Não seria bom que houvesse coisas muito diferentes nem muito iguais.

Surgiu assim a forma dos traços: a "ponta do lápis" se deslizando rápida e vigorosamente, desenhando linhas em ziguezigue. Uma linha para cada cor, cada uma tendo o seu espaço, importância e individualidade, com diferentes grossuras, tamanhos e comprimentos, mas interagindo entre elas, se sobrepondo mutuamente por partes, se apoiando umas nas outras, criando uma multiplicidade de individualidades. A forma sugere os gráficos e curvas utilizados nas tarefas do planejamento energético.

Para dar um contraste com as linhas e delimitar o espaço da logomarca, foi colocado nela um fundo de cor cinza. Isso porque se fosse um fundo branco apareceria como não tendo fundo nenhum, se fosse preto perderia muito do contraste, e se fosse de qualquer outra cor iria perder o caráter de fundo e se confundir com os traços coloridos.

E a forma geral? Bom, a idéia era "ser diferente", ou seja, algo diferente dos retângulos, quadrados, círculos, elipses, e outras formas regulares normalmente utilizadas. Dessa maneira, "sobrou" um trapezóide, figura irregular com os seus quatro lados diferentes, mantendo uma coerência com a diversidade harmônica das linhas, e colocado numa posição que as contivesse visualmente e que pudesse abrigar a sigla do núcleo.

Finalmente, a sigla. A logomarca deveria identificar o núcleo, e optou-se por colocar só a sigla, sem especificar por extenso, para não carregar a logomarca e focalizar a atenção sobre a sigla identificadora. Para ela, foi escolhido o tipo de letra Arial em negrito e cor preto, um tipo de letra simples, mas bem definida, de fácil leitura, passível de reduções ou ampliações de tamanho, e com bom contraste com folhas, envelopes, cartazes, etc, das mais diversas cores.

Eis ai, em forma resumida, uma síntese da história da primeira logomarca do NIPE, criada em algum momento que a minha memória não consegue definir quando foi que aconteceu (o núcleo já fez 25 anos).


Mario Oscar Cencig
Autor do primeiro logo do NIPE
Novembro de 2007