Núcleo Interdisciplinar
de Planejamento Energético

  Em foco


BOLSA DE PÓS-DOUTORADO CAPES (PNPD) para o Programa de Pós-Graduação em Planejamento de Sistemas Energéticos

BOLSA DE PÓS-DOUTORADO CAPES (PNPD) para o Programa de Pós-Graduação em Planejamento de Sistemas Energéticos


FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA

Comissão de Pós – Graduação

PROGRAMA DE PLANEJAMENTO DE SISTEMAS ENERGÉTICOS


PROCESSO DE SELEÇÃO DE 01 (UMA) BOLSA DE PÓS-DOUTORADO CAPES (PNPD) para o Programa de Pós-Graduação em Planejamento de Sistemas Energéticos


Estão abertas as inscrições para a seleção do candidato que será indicado a uma (01) bolsa no âmbito do PNPD/CAPES – Programa Nacional de Pós Doutorado da CAPES, usufruindo cota do Programa de Pós-Graduação em Planejamento de Sistemas Energéticos.


O PNPD financia estágios pós-doutorais em Programas de Pós-Graduação (PPG) stricto sensu, acadêmicos, que são recomendados pela CAPES.

A bolsa terá vigência de 02 anos. O segundo ano está condicionado à aprovação de um relatório técnico que deverá ser entregue até o 10º mês de vigência da bolsa.


Os documentos abaixo listados são necessários para as inscrições. Os documentos serão recebidos pela CPG/FEM até o dia 06/04/2018, impreterivelmente. Documentos para a inscrição e que serão considerados no processo de seleção (enviar os arquivos em formato "pdf" para o email: cpg@fem.unicamp.br):

- Projeto de Pesquisa a ser desenvolvido em dois anos, destacando as publicações associadas previstas pelo postulante à bolsa;

- CV Lattes atualizado;

- Históricos escolares (Mestrado e Doutorado);

- Diploma de doutorado, declaração de defesa por parte do Programa no qual o título foi obtido ou declaração do candidato que defenderá tese até o dia 06/04/2018 (neste caso, odiploma ou a declaração de defesa deverão ser apresentados antes da indicação da candidatura à CAPES).


OBJETIVOS DO PNPD/CAPES

I – Promover a realização de estudos de alto nível;

II – Reforçar os grupos de pesquisa nacionais;

III – Renovar os quadros dos Programas de Pós-Graduação (PPG) nas instituições de ensino

superior e de pesquisa;

IV – Promover a inserção de pesquisadores brasileiros e estrangeiros em estágio pósdoutoral, estimulando sua integração com projetos de pesquisa desenvolvidos pelos Programas de Pós-Graduação no país.


OBJETIVOS do Programa de Pós-Graduação em Planejamento de Sistemas Energéticos

I – Consolidar linhas de pesquisa de interesse do Programa, e melhor integrar as atividades dos atuais docentes do Corpo Permanente do PSE;

II - Explorar oportunidades de desenvolvimento de pesquisa com grupos similares, no exterior.


Para informações adicionais, acessar:

http://www.capes.gov.br/bolsas/bolsas-no-pais/pnpd-capes

CPG/FEM/UNICAMP

Fones: (19) 3521-3245 - 3521-3160


Comissão de Pós-Graduação Rua Mendeleiyev nº 200 - 13083-860 - Campinas/SP

Faculdade de Engenharia Mecânica Fone: (19) 3521-3160 / 3521-3244 / 3521-3344

Universidade Estadual de Campinas Email: cpg@fem.unicamp.br / atendcpg@fem.unicamp.br

Lançamento do livro “Geração distribuída e eficiência energética: reflexões para o setor elétrico de hoje e do futuro”

Lançamento do livro “Geração distribuída e eficiência energética: reflexões para o setor elétrico de hoje e do futuro”


Na última quarta-feira (31/01), a International Energy Initiative (IEI), lançou o livro “Geração distribuída e eficiência energética: reflexões para o setor elétrico de hoje e do futuro”. Elaborado por sete pesquisadores da ONG, o livro aborda a questão de eficiência energética e geração distribuída de uma forma mais acessível, utilizando-se de linguagem adaptada e menos técnica.

Com a crescente presença de novas tecnologias no setor energético, voltadas à Geração Distribuída (GD) – associadas à eficiência energética, tecnologias de armazenamento e redes inteligentes –, a relação consumidor | empresa tem assumido um caráter cada vez mais bilateral.

Atualmente, os sistemas residenciais são os principais protagonistas no cenário brasileiro de GD, correspondendo a 79% do total.

Daí a importância em apresentar ao público, de forma clara e descomplicada, uma análise dos principais desafios para a expansão da GD, assim como o benefício que o aumento da eficiência energética, no usuário final, pode trazer à sociedade.

Dentre os autores estão Sergio Valdir Bajay, ex-coordenador (1993-1997) e atual pesquisador colaborador do NIPE – Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético da Unicamp; e Gilberto De Martino Januzzi, diretor executivo do IEI Brasil, que também coordenou o NIPE entre 2010 e 2012.

A matéria completa sobre o lançamento do livro pode ser acessada no site do IEI, onde também é possível fazer o download da versão em PDF.

Por Guilherme Brandini
brandini@unicamp.br

Unicamp e CPFL fecham parceria em busca do Campus Sustentável

Unicamp e CPFL fecham parceria em busca do Campus Sustentável


Representantes da Universidade Estadual de Campinas e CPFL Paulista assinaram ontem, 31/01/2018, o convênio estabelecido no âmbito da chamada No. 001/2016 ANEEL para o desenvolvimento de um modelo de campus sustentável.

Coordenado pelo prof. Dr. Luis Carlos Pereira da Silva, o objetivo é possibilitar o consumo consciente de energia na UNICAMP, através da implementação de um centro de controle integrado, aprimoramento de equipamentos e instalações de sistemas energéticos, e da utilização de energia solar como fonte alternativa para atender parte da demanda da universidade. Com investimento de R$ 8,1 milhões e duração de 36 meses, o projeto está pronto e será instalado até o fim do semestre.

A cerimônia ocorreu na Sala do Conselho Universitário, na qual participaram o reitor Marcelo Knobel, a coordenadora geral da universidade Teresa Atvars, o gerente de inovação da CPFL, Renato Povia Silva, o prefeito do campus Armando José Geraldo, o diretor executivo de Administração da Unicamp Roberto Paes, o diretor da Agência Inova Unicamp Newton Frateschi, o gerente de inovação da CPFL Renato Povia, o professor da Unicamp Marco Aurélio Pinheiro, além de autoridades e convidados da Unicamp e da CPFL.

Para Renato Povia, a parceria entre as instituições possui enorme potencial de crescimento, e possibilita uma ‘disrupção’ essencial ao setor elétrico. Por interpretarem todo o Distrito de Barão Geraldo como um laboratório-vivo, no qual novas tecnologias são constantemente testadas e aprimoradas, nada mais natural do que considerar a Unicamp como “o coração desse desenvolvimento”, conforme ele mesmo explica.

Com custo anual em torno de R$ 25 milhões, a expectativa é alcançar a economia de R$ 1 milhão/ano, identificando onde estão os pontos de maior consumo e desperdício dentro do campus.

Além do escopo do projeto em si, Marcelo Knobel parabenizou toda equipe também pela elaboração de uma proposta dessa grandeza, reconhecendo a dificuldade em vencer os desafios não apenas gerenciais, mas também burocráticos. É o primeiro projeto desta dimensão realizado com a CPFL que, em seu histórico junto à Unicamp, já tem outros em andamento, porém de menor porte.  Esse esforço possibilitou a “materialização” da nova parceria entre as instituições e, para além de seu foco principal, também trará a formação de profissionais capacitados, a criação de uma cultura de sustentabilidade, bem como o avanço tecnológico.

Teresa Atvars enalteceu a importância da Unicamp nessa relação, pois é através do diálogo com universidades públicas de ponta que projetos como esse não apenas geram conhecimento, mas o disseminam para além da realidade acadêmica, beneficiando a sociedade como um todo. O que de fato ocorre, tendo em vista que, segundo Renato Povia, boa parte da equipe de inovação da CPFL desenvolveu sua formação na própria Unicamp. Indo além, Teresa reforçou a importância de replicar esse mesmo modelo em outras instituições de ensino superior.

Por Guilherme Brandini
brandini@unicamp.br

IAC promove workshop em parceira com NIOO

IAC promove workshop em parceira com NIOO


O Instituto Agronômico de Campinas e o Netherlands Institute of Ecology realizarão o Workshop on Soil Sustainability in a BIO-BASED Society.
Coordenado por Heitor Cantarella (IAC) e Win van der Putten (NIOO), o evento contará com a presença de palestrantes vinculados à instituições de grande renome, como IAC, USP, APTA Piracicaba, CTBE, UNESP, ESALQ, Wageningen University e TU Delft.

Heitor Cantarella é graduado em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e pesquisador cientifico VI do Instituto Agronômico de Campinas, Também é membro da Coordenação do Programa de Bioenergia da Fapesp (BIOEN) que conta com mais de 100 projetos financiados nas diversas áreas de pesquisa em bioenergia. Tem projetos de pesquisa em colaboração com pesquisadores dos Estados Unidos e Holanda. Coordena o Ensaio de Proficiência de Laboratórios de Análise de Solo de SP do qual participam mais de 130 laboratórios públicos e privados. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em fertilidade do solo, adubação e nutrição de culturas, atuando principalmente nos seguintes temas: análise de solo, recomendações de adubação, eficiência de uso de fertilizantes, nitrogênio. Ultimamente tem se dedicado à nutrição de cana-de-açúcar e avaliação de impactos ambientais oriundos do uso de fertilizantes em culturas para a produção de bioenergia. Recebeu o Prêmio Herois da Revolução Verde em 2015 e o Prêmio IPNI em Nutrição de Plantas 2016

Win van der Putten é Chefe de departamento de Ecologia Terrestre, e sua área de expertise abrange Ecologia do solo, Biodiversidade funcional do solo, Funções do ecossistema, Interações multitróficas, Ecologia dos nematóides, Patógenos vegetais na vegetação natural, Interações sobre o solo e subterrâneo, Metabolomia, Invasões biológicas, Restauração da natureza, Mudanças no uso da terra.

O objetivo do workshop é abordar temas como conceitos de sustentabilidade, envolvendo aspectos químicos, físicos e biológicos relacionados às culturas utilizadas para a produção de bioenergia, com foco na cana-de-açúcar; além de desenvolver perspectivas integradas e colocar em prática conceitos de sustentabilidade.

Serão três dias de apresentações seguidas de discussões em grupo.

Para obter o programa preliminar do evento e maiores informações, clique aqui.

Campus Sustentável inicia série de palestras sobre uso racional de energia

Campus Sustentável inicia série de palestras sobre uso racional de energia


O projeto Campus Sustentável iniciou uma série de palestras sobre a importância do uso racional da eletricidade na universidade. A primeira atividade foi realizada na sexta-feira (11), no auditório da Escola de Educação Corporativa (Educorp), com o professor José Tomaz Vieira Pereira, da Faculdade de Engenharia Mecânica e do Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético (Nipe).

A plateia, formada por representantes de várias unidades administrativas, de ensino e pesquisa, acompanhou atentamente a apresentação de José Tomaz Pereira sobre a geração de energia e suas transformações. O professor apresentou conceitos, com questões mais técnicas ligadas à termodinâmica, e relacionando com o seu uso e às fontes disponíveis. Segundo José Tomaz Pereira, é importante que a questão da energia seja olhada do ponto de vista do usuário. "Não adianta você mexer nos equipamentos se não criarmos uma cultura de conhecimento sobre o uso da energia".

Leia mais...

Fonte: UNICAMP Notícias / Autor:Valério Paiva